23 de Fevereiro 2024 21:29
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine
0

Ciclismo

Seleção Nacional de ciclismo de pista faz história no Canadá

Foto: Federação Portuguesa de Ciclismo

O ciclismo português garantiu, este domingo, a primeira vitória de sempre na disciplina olímpica de Madison em grandes competições na categoria de elite. Este resultado deu-se em Milton, no Canadá, no encerramento da edição de 2023 da Taça das Nações de Pista. Iúri Leitão e Ivo Oliveira, treinados por Gabriel Mendes, foram os principais responsáveis por esta conquista.

“Pela primeira vez ganhámos uma ronda na prova olímpica de madison, a mais exigente das corridas de resistência em pista, o que muito nos orgulha e dá mais energia para as batalhas seguintes. O Iúri e o Ivo estiveram muito bem na concretização do plano estratégico e das táticas que o suportaram, com uma excelente resposta motora, fundamental para o sucesso das ações que nos levaram a esta brilhante vitória”, considera Gabriel Mendes.

Iúri Leitão e Ivo Oliveira foram capazes de também executarem aquilo que costuma ser a imagem de marca de Portugal no Madison: aproveitar o desgaste acumulado por todos para ser a melhor equipa da segunda metade das competições. Foi assim que a dupla nacional conseguiu dobrar duas vezes o pelotão e pontuar em seis sprints para fechar a prova com 61 pontos.

O pódio ficou completo pelos neerlandeses Yoeri Havik e Vincent Hoppezak, a correrem pela equipa Beat Cycling Club, com 56 pontos, e pela França composta por Thomas Boudat e Benjamin Thomas, que fechou o pódio, com 55.

“A corrida foi extremamente dura. Sabíamos que teríamos de esperar pelo meio da prova para dar as voltas de avanço, porque o nosso ponto forte é quando se acumula a fadiga. Despois de darmos a primeira volta, conseguimos dobrar o pelotão pela segunda vez. Sentimos que tinha de ser naquele momento, porque a corrida estava toda partida e víamos na cara dos adversários que estavam completamente cansados e nós ainda tínhamos algumas ‘balas’ para gastar. Depois foi um contrarrelógio de 40 voltas dividido entre mim e o Iúri. Estamos orgulhosos porque houve uma conexão muito boa entre os dois, fizemos rendições perfeitas. Foi daqueles dias em que tudo é perfeito”, descreve Ivo Oliveira.

Maria Martins também competiu na noite de domingo, noutra disciplina olímpica, o omnium. A corredora portuguesa concluiu o conjunto de quatro provas no oitavo lugar. Maria Martins começou com a quinta posição no scratch, foi sexta na corrida tempo e 12.ª na eliminação, chegando à corrida por pontos no sexto posto da geral.

Gabriel Mendes afirmou que Portugal realizou “uma excelente Taça das Nações”. O mesmo realça que o importante é continuar a trabalhar “com humildade, esforço e empenhamento para melhorarmos aspetos do nosso desempenho deste fim de semana”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Edição Atual

Artigos que poderá gostar

©2022 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.