23 de Maio 2022 05:59
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine

Andebol

Portugal perde com a Hungria e depende da Islândia para avançar ao “main round”

Foto: EFH EUro 2022

A Seleção Nacional de andebol perdeu com a Hungria o segundo jogo consecutivo no Campeonato da Europa de andebol. Os Heróis Mar fizeram um bom jogo diante da congénere anfitriã da competição, em Budapeste, mas acabaram por perder com a diferença mínima, por 30-31, com o adversário a marcar a cinco segundos do fim do jogo. Apesar da derrota na segunda jornada do Grupo B do Campeonato Europeu, a equipa comandada por Paulo Pereira ainda tem hipótese de apuramento ao “main round”.

Portugal terminou a primeira parte em superioridade, algo que foi aproveitado por Rui Silva, que marcou o 15-14 no último remate antes do intervalo. Na segunda parte, a Hungria foi mais feliz com o experiente central Máté Lékai em destaque. A Seleção Nacional, a desperdiçar alguns ataques, possibilitou ao adversário avançar à frente do marcador e a concluir a vitória nos segundos finais.

Apesar da derrota, Paulo Pereira, selecionador nacional, prometeu que a equipa vai “lutar até ao fim” pela continuidade no Euro 2022 e observou uma evolução da equipa diante da Hungria.

“Hoje já fomos mais de Portugal mas ainda podemos fazer melhor do que isto. Acho que foi uma resposta espetacular, depois de andarmos meio perdidos, há algum tempo. Este jogo acabou por ser interessante para nós recuperamos um pouco a nossa autoestima enquanto equipa. Vamos lutar até ao fim. Este grupo de atletas é espetacular e é um prazer trabalhar com eles. E obrigado a eles”, afirmou Paulo Pereira em conferência de imprensa.

“Às vezes me pergunto o que aconteceria se fizéssemos uma preparação normal. Porque viemos aqui, perdemos por um. Perdemos por quatro contra a Islândia, sem jogar, porque estivemos de quarentena [em razão do surto de Covid-19 no plantel]. Treinámos em grupos de três jogadores para mantê-los em forma. Às vezes me pergunto o que aconteceria se tivéssemos uma preparação normal. Mas isso é passado, foi realmente um grande jogo e parabéns à Hungria”, acrescentou Paulo Pereira.

As contas de Portugal

Para que o apuramento à segunda fase, o “main round” seja possível, Portugal precisa de uma combinação de dois resultados na terça-feira. Primeiramente, precisa de uma vitória da Islândia, a partir das 17h30, diante da Hungria. Caso isso aconteça, a Seleção Nacional, precisará derrotar a seleção neerlandesa, às 19h30, por pelo menos dois golos, para ganhar vantagem no desempate a três.

“Agora sim, vamos fazer contas. Esperar que a Islândia ganhe os jogos todos e que uma boa vitória contra os Países Baixos possa ser suficiente. Mas vamos lutar até ao fim. Já percebemos que este grupo reage às dificuldades e vamos lutar até ao fim”, destacou Paulo Pereira.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos que poderá gostar

Cursos e Congressos

A Confederação de Treinadores de Portugal conta com mais um Congresso Treinadores de Língua Portuguesa, nos dias 25 e 26 de junho, a ser...

Atletismo

A atleta Marta Pen terminou, esta sexta-feira, a final dos 1500 metros do meeting de Walnut, na Califórnia, em nono lugar. A portuguesa terminou...

Ténis

Nuno Borges, tenista português, venceu o húngaro Zsombor Piros, esta quinta-feira. O atleta garantiu assim o acesso ao quadro principal de Roland-Garros. No encontro...

Outras Modalidades

A Seleção Nacional de squash feminino garantiu a subida à segunda divisão do Europeu durante o mês passado, após vencer a Eslovénia nas meias-finais,...

@2021 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.