20 de Maio 2022 02:20
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine

Futebol

Portugal ocupa a vaga da Rússia e vai disputar o Campeonato da Europa feminino

Foto: FPF

A Seleção Nacional de futebol de mulheres estará presente no Campeonato da Europa. Apesar de não ter garantido a qualificação de maneira direta, Portugal acabou por ser beneficiado pela decisão da UEFA, que anunciou esta segunda-feira o veto à seleção da Rússia da competição em consequência à invasão do país de Vladimir Putin à Ucrânia. A Equipa das Quinas, desta forma, substitui as russas na fase final da competição, que decorrerá entre os dias 6 e 31 de julho.

Recorde-se que as comandadas de Francisco Neto jogaram o play-off de acesso ao Euro-2022 frente à Rússia, a duas mãos, mas foram afastadas com derrota (0-1) no Restelo e empate sem golos em território russo, em abril do ano passado.

“Começo por dizer que trocávamos a presença neste Europeu por um mundo sem guerra e sem os acontecimentos chocantes que temos acompanhado desde pela televisão: bombardeamentos, mortes, crianças, mulheres, famílias inteiras em sofrimento e em fuga. Ninguém fica indiferente. A partir do momento em que recebemos o convite da UEFA para ocupar a vaga da Rússia,  e participar num evento desta dimensão, aceitámos com muita honra e vamos preparar-nos da melhor maneira para disputar a prova, naquela que será a nossa segunda fase final em Europeus”, afirmou o selecionador nacional Francisco Neto, em entrevista aos canais oficiais da Federação Portuguesa de Futebol.

Portugal estar presente no Grupo C, ao lado das seleções da Suíça, dos Países Baixos e da Suécia, em jogos terão lugar na cidade de Wigan & Leigh, entre os dias 9 e 17 de julho. Será a segunda presença da Equipa das Quinas na fase final do Europeu, após a qualificação inédita para a competição que decorreu em 2017, nos Países Baixos.

“Estamos cada vez mais próximos das equipas que normalmente têm maior número de presenças nas fases finais. Nas fases finais, uma das grandes vantagens é o tempo que teremos disponível para trabalhar com as jogadoras. Nunca tivemos tanto tempo, só há cinco anos. É outro aspeto que, naquela altura, fez alavancar a qualidade da equipa. Esperemos que dê para alavancar mais uma vez a qualidade coletiva da equipa”, destacou Francisco Neto. “Ir a um Euro dá referências. Vamos ter mais meninas a querer jogar futebol”, acrescentou.

Apuram-se para a fase a eliminar as duas primeiras classificadas de cada grupo.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos que poderá gostar

Outras Modalidades

A Seleção Nacional de squash feminino garantiu a subida à segunda divisão do Europeu durante o mês passado, após vencer a Eslovénia nas meias-finais,...

Outras Modalidades

Os Jogos Internacionais do Special Olympics Malta terminaram esta quarta-feira. A prova, que contou com mil participantes de 23 países diferentes, deu inicio na...

Atletismo

Portugal encerrou este domingo a sua participação nos Jogos Surdolímpicos, que decorreram em Caxias do Sul, no Brasil, entre os dias 1 e 15...

Ciclismo

Portugal contou, este domingo, com as participações de Telmo Pinão – C2 – e de Bernardo Vieira – C1 -, em corridas de 44,4...

@2021 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.