20 de Junho 2024 13:32
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine
0

Cursos e Congressos

José Carvalho e o Ética Summit 2022: “Nós não queremos que o evento fique fechado no dia 2”Exclusivo 

Evento imprescindível para a reflexão, o debate e a partilha do conhecimento em relação a fatores associados à ética e integridade no desporto, o Ética Summit 2022 arranca esta sexta-feira e decorre até o domingo – exclusivamente no ambiente online, com sessões remotas numa infraestrutura de eventos online.

O evento pretende “acima de tudo trazer a discussão, que no fundo é debater, questionar, partilhar informação, partilhar conhecimento, partilhar boas práticas em torno de temas que concorrem diretamente para a promoção da ética no desporto, da integridade no desporto”, conforme reforça José Carvalho, professor na área da Educação Física e um dos organizadores do encontro que tem a SportMagazine como media partner.

De momento, o Ética Summit 2022 conta com cerca de 730 inscritos, sendo que ainda há a expectativa de chegar aos 900. No entanto, pode-se dizer que no início da organização houve uma certa insegurança por parte da organização.

“O que parece mais interessante é que estávamos com alguma apreensão relativamente ao número de inscritos. Fizemos uma campanha bastante alargada, bastante direcionada. Uma das nossas grandes preocupações foi associar este evento a um painel de organizações que desse esse compromisso de apoio a este evento (…) As expectativas no que diz respeito às inscrições foram ultrapassadas. Nós tínhamos um objetivo de 500, já ultrapassámos esse valor em mais de 200 pessoas”, disse José Carvalho, em declarações à SportMagazine.

Quem se inscrever no evento, pode não só assistir a conferências, como participar em workshops, e até criar parcerias para o desenvolvimento de projetos multinacionais. O Ética Summit terá vários temas, entre os quais “a ética no desporto, para ética nos jovens, a formação dos jovens, o compromisso para a ética por parte dos jovens, até questões mais específicas, como a manipulação genética, por exemplo, a questão da igualdade de género, as questões dos transgéneros, estão agora a vir ao de cima, a manipulação de resultados, a infiltração criminosa como jogos combinados, etc. A questão do racismo e xenofobia, a questão da dopagem também”, segundo o professor.

O Ética Summit pretende envolver e promover a interação e instituições da sociedade civil desportiva, envolvendo especialistas de Portugal, África e Brasil. Tendo em conta que todo o espaço lusófono se encontra inserido no evento, todos os horários serão compatíveis, tendo em conta as diferenças horárias de todos os países.

“É um desafio, é um evento complexo, porque estamos a tentar tocar nos países lusófonos. Portanto, estamos a falar de países em África, Brasil e Portugal. Partilhar experiências é a primeira complexidade, a segunda complexidade, há a facilidade de o evento ir a casa das pessoas e não o contrário, mas há a complexidade de levar e mobilizar as pessoas em tornos destas coisas. As pessoas falam do tema, mas não se mobilizam para o tema”, descreveu José Carvalho.

Para além de um simples e mero evento, o Ética Summit é um desafio para levar este evento mais além daqueles que são os dias em si. Os organizadores pretendem fazer com que “as pessoas possam, de alguma maneira, trazer para discussão aquilo que são as suas experiências reais. Uns são dirigentes, outros são advogados das organizações, outros são treinadores, atletas, ex-atletas. É, de facto, um painel muito diversificado de pessoas mas que são todas elas pessoas que estão ligadas àquilo que é o terreno”.

“É evidente que nós não queremos que o evento se feche em si próprio. O evento não termina no dia 2. Não é por acaso que, durante o evento, há uma plataforma disponibilizada aos participantes, no sentido de se criar, dentro dos vários temas, iniciativas. Alguém de Moçambique pode dizer ‘quero fazer um projeto com Portugal, com Angola..’. O que significa que, a partir daqui, a ideia é criar condições para que se possam ocorrer um bocadinho a lógica de Erasmus, intercâmbios, da capacidade de mobilização. Nós não queremos que o evento fique fechado no dia 2, queremos que ele continue para além do dia 2. A ideia é fazer, no próximo ano, a segunda edição, já com a experiência acumulada. Estas coisas só fazem sentido quando deixamos algum valor e algum impacto. Tem de haver propostas, compromissos, tem de haver ação”, disse José Carvalho.

A programação completa do evento pode aqui ser conferida.

José Carvalho é um dos organizadores do evento. Foto: Panathlon Lisboa

 

1 Comentário

1 Comentário

  1. Jesse DeMello

    Outubro 3, 2022 at 6:35 pm

    Muito obrigado amigo e colega. O programa foi muito bem apresentado e discutido. Espero mais e melhor do próximo Ética Summit.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Edição Atual

Artigos que poderá gostar

Cursos e Congressos

Em vários horários (21h00 em Portugal) e em formato online, começou esta sexta-feira o Ética Summit 2022, na sua primeira edição, aberto ao mundo...

Cursos e Congressos

O Ética Summit 2022 decorre entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro, tendo a SportMagazine como media partner. Este evento vai...

©2022 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.