23 de Maio 2024 12:28
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine
0

Andebol

José António Silva retira notas positivas de Oran 2022: “Acabámos por alcançar uma performance acima das expetativas”

José António Silva, selecionador nacional de andebol feminino. Foto: FPA

A Seleção Nacional de Andebol Feminino terminou a participação nos Jogos do Mediterrâneo com um honroso quarto lugar na competição, após perder a decisão da medalha de bronze com a Sérvia, por 26-22, esta quarta-feira. Sem poder contar com todas as jogadoras e com uma equipa constituída por jogadoras com uma idade média de 21 anos, o selecionador nacional José António Silva retirou notas positivas da participação de Portugal nos Jogos do Mediterrâneo 2022, que decorreu em Oran, na Argélia.

“Num balanço final creio ser justo afirmar que, atendendo aos constrangimentos na constituição da equipa e na preparação, acabámos por alcançar uma performance acima das expetativas. De facto, fizemos jogos consistentes, contra equipas mais experientes e habituadas a um tipo de competição mais exigente, em relação ao que estamos habituados. Não podemos ainda esquecer que a nossa equipa (com uma média de idades de 21 anos) tinha muitas atletas jovens que, pela primeira vez, defrontavam oposição deste tipo”, afirmou, em declaração à Federação de Andebol de Portugal.

José António Silva, apesar do sentimento de frustação da equipa ao final do jogo com a Sérvia, destacou o facto de a Seleção Nacional estar a aproximar-se do máximo nível competitivo e do modelo de jogo que ele está a implantar há pouco mais de um ano, desde que assumiu a equipa lusa. O treinador observa que há espaço para maior evolução.

“Para além da classificação, o mais importante é o aporte de experiência que proporcionámos a estas jogadoras mais jovens. Fizemos alguns progressos na nossa qualidade de jogo, mas temos de reconhecer que ainda há muitos outros a melhorar. Creio que com mais tempo de trabalho e com a ajuda dos clubes, em breve poderemos aspirar à obtenção de melhores resultados”, disse José António Silva.

Portugal começou os Jogos do Mediterrâneo com uma derrota apertada justamente diante da Sérvia (21-20). Depois, venceu Turquia (26-30) e Macedónia do Norte (19-17). Na meia-final, perdeu com a Espanha (26-24) e, por fim, na disputa pelo bronze sofreu o revés com a Sérvia (22-26).

Foto: FAP

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Edição Atual

Artigos que poderá gostar

Andebol

O Benfica sagrou-se, este sábado, no Pavilhão Flávio Sá Leite, em Braga, tricampeão português feminino de andebol, após vencer o ABC, por 29-25, na...

Andebol

A seleção portuguesa feminina de andebol de praia terminou em quarto lugar a primeira etapa do Global Tour da modalidade, em Maricá, no Brasil....

Andebol

Portugal assegurou, este domingo, a sexta presença no Campeonato do Mundo de Andebol – terceira consecutiva -, ao empatar, a 26 golos, na Bósnia-Herzegovina....

Andebol

A seleção portuguesa de andebol recebe, esta quinta-feira, no Pavilhão Desportivo Unidade Vimaranense, em Guimarães, a Bósnia–Herzegovina, em jogo relativo à primeira mão do...

©2022 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.