23 de Maio 2022 05:20
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine

Futsal

Jorge Braz e a mentalidade vencedora: “O que eu fiz até agora não é suficiente”

Jorge Braz, selecionador nacional de futsal, ao lado de Pedro Sequeira, presidente da Confederação de Treinadores de Portugal. Fotos: SM

Maior selecionador da história do futsal português, Jorge Braz esteve este sábado, 20, como preletor na sala principal do 13º. Congresso Mundial de Treinadores ICCE (International Council for Coaching Excellence). Campeão mundial da sua modalidade no último mês de setembro, o treinador da equipa das quinas teve a oportunidade de compartilhar um pouco da sua “fórmula do sucesso”. Segundo ele, um dos segredos é ir sempre fazer autoquestionamento e buscar ir além dos exercícios físicos e treinos aos atletas no dia a dia.

Congresso promoveu encontro entre selecionadores nacionais de andebol e futsal: Paulo Pereira e Jorge Braz

“Estou sempre a perguntar-me: como aprimoramos o jogo? Como podemos melhorar as condições do nosso staff? Eu estou a ser justo com todos? Os meus atletas estão bem? Como estão os familiares deles, como está a saúde deles? Eu estou sempre a fazer estes questionamentos, como o treinador pode colaborar para essa evolução. Após esses anos, aprendi a exercitar isso”, disse. 

Selecionador nacional desde 2010, ganhou no seu primeiro ano o título do Campeonato da Europa, até este ano a sua maior conquista. Sempre inquieto, destacou em conversa com o moderador do evento, Pedro Sequeira, presidente da Confederação de Treinadores de Portugal, que ainda tem muito por fazer por Portugal e o futsal do país.

Como podemos explicar tudo isto que estamos a viver nos últimos anos? O sucesso passa pelos atletas, pelo staff, por todos que fazem a modalidade. Todos têm a mesma importância. Eu pergunto-me sempre é como podemos contribuir para essa evolução”, afirmou. “O passado vai para o museu, o que me importa é o futuro. O que eu fiz até agora não é suficiente. O que posso eu fazer para melhorar? Para isso eu trabalho muito, treinamos muito, estudamos muito”, acrescentou Braz.

Integração nacional

A filosofia campeã do treinador de 49 anos, nascido em Edmonton, no, Canadá, com dupla nacionalidade, é implementar o trabalho de maneira integrar, a agregar todas as seleções de formação, clubes, treinadores, a compartilhar conhecimento e possibilitar uma maior estruturação da modalidade. Para isso, garante, é incansável.

Jorge Braz com a edição zero da SM

“Se eu não estiver presente nas pequenas academias para entender como treinam e o que fazem, como eu vou perceber como estão a se sair? Vou aos clubes, assisto aos jogos das equipas de formação e busco perceber o comportamento dos treinadores, como estão a evoluir. E o que os treinadores e atletas jovens precisam. Isso eu tenho que sentir na prática. Isso dá-me uma ideia do que está a acontecer em todas as categorias e o que podemos fazer melhorar. Tudo acaba por se refletir na seleção principal, talvez não no presente, imediatamente, mas no futuro. E faço tudo isso porque gosto e sou feliz assim”, garantiu.

“Não é uma preocupação, mas minha maneira natural de trabalhar nisto é organizar o nosso desporto. É o que aconselho para todos os treinadores: organizem a formação. Assisto os jogos da Liga Placard, do feminino, dos mais diferentes níveis e categorias do meu desporto. Tudo acaba por me ajuda a organizar a Seleção Nacional. É importante sentir o processo e o feedback de todos, perceber os erros para aprender com eles. Ter diferentes visões para o mesmo objetivo, isso nos faz mais fortes”, concluiu Braz, bastante aplaudido ao final do evento.

A Seleção Nacional tem como próximo desafio o Europeu 2022, nos Países Baixos, entre os dias 19 de janeiro e 6 de fevereiro. Portugal está no Grupo A, e vai jogar nas cidades de Amesterdão e Groningen, com os anfitriões Países Baixos, além da Ucrânia e Sérvia ou Bielorrússia (a definir).

SportMagazine

Antes de falar para o público presente no Congresso, Jorge Braz recebeu a edição nº zero da revista SportMagazine. “Não sabia que seria a capa. Fiquei surpreso quando a minha filha me enviou isto”, afirmou em tom amigável o treinador, que gentilmente agradeceu e posou com a nossa edição inaugural.

*JORGE GOMES BRAZ, 49 anos, nasceu em Edmonton, no Canadá, e tem dupla nacionalidade. Licenciado em Educação Física pela Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade do Porto, Mestre em Ciência do Desporto e especialização em Alto Rendimento Desportivo, é Selecionador Nacional de Futsal desde 2010.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos que poderá gostar

Futsal

Dois títulos europeus (2018 e 2022) e um mundial (2021) alcançados com uma diferença temporal tão curta elevariam qualquer equipa ou seleção a um...

Futsal

A Seleção Nacional Feminina A de Futsal vai defrontar a congénere da Hungria nas meias-finais do Campeonato da Europa de Futsal Feminino 2022. A...

Futsal

Aos 33 anos, Rute Carvalho é a única mulher a comandar uma equipa na principal competição do futsal feminino em Portugal nesta época. Aponta...

Futsal

Numa noite marcada pela emoção do adeus de Ricardinho à Seleção Nacional, muitas homenagens e um resultado que negativo diante da Bélgica (3-2) tratado...

@2021 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.