20 de Maio 2022 01:08
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine

Ciclismo

Joana Monteiro, líder da Taça de Portugal: “O maior objetivo é voltar a ser campeã”Exclusivo 

Joana Monteiro. Foto: ACM - Associação de Ciclismo do Minho

Nove vezes campeã nacional e a viver um grande momento neste início de temporada, Joana Monteiro lidera a Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO). A sentir-se muito bem fisicamente (palavras da própria ciclista), a atleta da Axpo/FirstBike Team/Vila do Conde dominou e venceu no último fim de semana a corrida de elite da segunda prova da Taça de Portugal, em Abrantes.

O triunfo significou o regresso às vitórias internacionais da ciclista famalicense após quatro anos. Depois do segundo lugar no arranque da Taça, em Melgaço, a atleta de 27 anos superou com 1m28s de vantagem Lara Lois (Motobike) e expressivos 5m40s a Ana Tomás (BTT Seia).

Treinada pelo companheiro e campeoníssimo Mário Costa, Joana Monteiro, oito vezes campeã nacional XCO e uma vez campeã nacional Estrada, conversou com a SportMagazine sobre o momento que vive na carreira, a rotina de treinos, o regresso às vitórias internacionais e os planos a curto e longo prazo na carreira, sempre sem perder de vista o sonho de Paris 2024.

Joana Monteiro. Foto: Real Federación Española de Ciclismo

SportMagazine (SM): Qual o sentimento da Joana após voltar a vencer uma prova internacional ao cabo de quatro anos? Passou um filme na cabeça?

Joana Monteiro (JM): É um sentimento de grande satisfação e uma boa dose de motivação para continuar todo o processo de evolução. Alinho sempre para vencer e, apesar de não vencer uma competição internacional há quatro anos, tenho estado presentes em muitos pódios no decorrer desses mesmos anos, mas o primeiro lugar andava a escapar-me. Estou realmente feliz por vencer, mas também feliz pela minha condição física atual.

SM: Com a vitória em Abrantes e o segundo lugar em Melgaço, agora lidera a Taça de Portugal. Como avalia este início de competição?

JM: É um início de época muito positivo, de quatro competições que realizei, fiz pódio em todas elas. Uma vitória e três vezes segundos lugares. Atualmente, sigo líder da Taça de Portugal que é um dos objetivos pessoais e coletivos, e por isso vou tentar defender a liderança até ao fim.

SM: Para chegar nesta última prova com 1m28s de vantagem sobre Lara Lois e 5m40s sobre Ana Tomás certamente tem um dia a dia de treinos intensos. Poderia falar um pouco sobre essa rotina?

JM: Normalmente, as semanas são compostas por seis dias de treinos de bicicleta, num desses dias há também um treino de ginásio e depois há um dia de descanso. Num desses dias da semana, tento conciliar juntamente com o meu médico a terapia à visão que faço desde o final do ano passado. No dia de descanso, aproveito para marcar massagem, e por vezes fazer alguma coisa diferente do habitual como comer fora, estar com amigos etc. E como qualquer ser humano, também tenho direito a tarefas domésticas (risos). Portanto, tenho uma semana sempre bem preenchida, mas com organização lá consigo encaixar tudo.

SM: É a companheira do Mário Costa, uma referência no ciclismo nacional. De que forma ele ajuda a você e você a ele nos treinos e competições e como essa parceria se reflete em evolução também no desporto?

JM: Ajuda muito. O Mário para além de meu companheiro, é também o meu treinador. Pode parecer que demasiada confiança gera mais à vontade e menos exigência, mas no nosso caso é ao contrário. Ele exige, porque sabe que sou capaz e quer tanto como eu que eu seja a melhor.

É ótimo também pelo facto de saber o que se passa comigo ao minuto, e reprogramar o treino caso seja necessário, e de ajustá-lo conforme o meu estado físico e mental. Nos treinos específicos, por norma, realizo-os sozinha para conseguir cumprir os dados que tenho de cumprir. Mas nos treinos mais longos e de técnica, posso, quase sempre, ter a companhia dele e assim junto o útil ao agradável.

O apoio da família é meio caminho andado para o sucesso, felizmente tenho a sorte em ter esse apoio, ainda mais quando a minha família (tanto da minha parte como da parte do Mário) partilha e vive o gosto da minha modalidade. Sou uma sortuda!

SM: – Seguramente, ainda há muito por conquistar este ano. Para além do já alcançado, qual o maior objetivo da Joana para 2022?

JM: A nível nacional, o maior objetivo é voltar a ser campeã nacional. A nível internacional, gostaria de voltar a ser convocada para o Campeonato Europa e Campeonato Mundial.

SM: E objetivos a longo prazo, o que planeia?

JM: Jogos Olímpicos 2024!

Joana Monteiro. Foto: FPC

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos que poderá gostar

Adaptado

O ciclista português Luís Costa conquistou esta sexta-feira a medalha de bronze no contrarrelógio da Taça do Mundo de Paraciclismo. A competição foi disputada...

Ciclismo

Líder da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO), a ciclista Joana Monteiro (Axpo/FirstBike Team/Vila do Conde) alcançou este domingo o 10.º título...

Ciclismo

A primeira etapa da Corrida da Paz foi disputada esta quinta-feira, com início e fim em Litomerice, na República Checa. António Morgado, ciclista português,...

Ciclismo

A Volta a Itália arranca, esta sexta-feira, com início em Budapeste. Será a 105ª edição da prova, que tem fim em Verona, no dia...

@2021 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.