21 de Maio 2024 22:33
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine
0

Ciclismo

Joana Monteiro, líder da Taça de Portugal: “O maior objetivo é voltar a ser campeã”Exclusivo 

Joana Monteiro. Foto: ACM - Associação de Ciclismo do Minho

Nove vezes campeã nacional e a viver um grande momento neste início de temporada, Joana Monteiro lidera a Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO). A sentir-se muito bem fisicamente (palavras da própria ciclista), a atleta da Axpo/FirstBike Team/Vila do Conde dominou e venceu no último fim de semana a corrida de elite da segunda prova da Taça de Portugal, em Abrantes.

O triunfo significou o regresso às vitórias internacionais da ciclista famalicense após quatro anos. Depois do segundo lugar no arranque da Taça, em Melgaço, a atleta de 27 anos superou com 1m28s de vantagem Lara Lois (Motobike) e expressivos 5m40s a Ana Tomás (BTT Seia).

Treinada pelo companheiro e campeoníssimo Mário Costa, Joana Monteiro, oito vezes campeã nacional XCO e uma vez campeã nacional Estrada, conversou com a SportMagazine sobre o momento que vive na carreira, a rotina de treinos, o regresso às vitórias internacionais e os planos a curto e longo prazo na carreira, sempre sem perder de vista o sonho de Paris 2024.

Joana Monteiro. Foto: Real Federación Española de Ciclismo

SportMagazine (SM): Qual o sentimento da Joana após voltar a vencer uma prova internacional ao cabo de quatro anos? Passou um filme na cabeça?

Joana Monteiro (JM): É um sentimento de grande satisfação e uma boa dose de motivação para continuar todo o processo de evolução. Alinho sempre para vencer e, apesar de não vencer uma competição internacional há quatro anos, tenho estado presentes em muitos pódios no decorrer desses mesmos anos, mas o primeiro lugar andava a escapar-me. Estou realmente feliz por vencer, mas também feliz pela minha condição física atual.

SM: Com a vitória em Abrantes e o segundo lugar em Melgaço, agora lidera a Taça de Portugal. Como avalia este início de competição?

JM: É um início de época muito positivo, de quatro competições que realizei, fiz pódio em todas elas. Uma vitória e três vezes segundos lugares. Atualmente, sigo líder da Taça de Portugal que é um dos objetivos pessoais e coletivos, e por isso vou tentar defender a liderança até ao fim.

SM: Para chegar nesta última prova com 1m28s de vantagem sobre Lara Lois e 5m40s sobre Ana Tomás certamente tem um dia a dia de treinos intensos. Poderia falar um pouco sobre essa rotina?

JM: Normalmente, as semanas são compostas por seis dias de treinos de bicicleta, num desses dias há também um treino de ginásio e depois há um dia de descanso. Num desses dias da semana, tento conciliar juntamente com o meu médico a terapia à visão que faço desde o final do ano passado. No dia de descanso, aproveito para marcar massagem, e por vezes fazer alguma coisa diferente do habitual como comer fora, estar com amigos etc. E como qualquer ser humano, também tenho direito a tarefas domésticas (risos). Portanto, tenho uma semana sempre bem preenchida, mas com organização lá consigo encaixar tudo.

SM: É a companheira do Mário Costa, uma referência no ciclismo nacional. De que forma ele ajuda a você e você a ele nos treinos e competições e como essa parceria se reflete em evolução também no desporto?

JM: Ajuda muito. O Mário para além de meu companheiro, é também o meu treinador. Pode parecer que demasiada confiança gera mais à vontade e menos exigência, mas no nosso caso é ao contrário. Ele exige, porque sabe que sou capaz e quer tanto como eu que eu seja a melhor.

É ótimo também pelo facto de saber o que se passa comigo ao minuto, e reprogramar o treino caso seja necessário, e de ajustá-lo conforme o meu estado físico e mental. Nos treinos específicos, por norma, realizo-os sozinha para conseguir cumprir os dados que tenho de cumprir. Mas nos treinos mais longos e de técnica, posso, quase sempre, ter a companhia dele e assim junto o útil ao agradável.

O apoio da família é meio caminho andado para o sucesso, felizmente tenho a sorte em ter esse apoio, ainda mais quando a minha família (tanto da minha parte como da parte do Mário) partilha e vive o gosto da minha modalidade. Sou uma sortuda!

SM: – Seguramente, ainda há muito por conquistar este ano. Para além do já alcançado, qual o maior objetivo da Joana para 2022?

JM: A nível nacional, o maior objetivo é voltar a ser campeã nacional. A nível internacional, gostaria de voltar a ser convocada para o Campeonato Europa e Campeonato Mundial.

SM: E objetivos a longo prazo, o que planeia?

JM: Jogos Olímpicos 2024!

Joana Monteiro. Foto: FPC

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Edição Atual

Artigos que poderá gostar

Adaptado

O paralímpico português Telmo Pinão terminou, no último fim de semana, na prova de fundo de classe C2 na etapa italiana da Taça do...

Ciclismo

A seleção nacional de ciclismo estará representada por dois corredores no Campeonato do Mundo de BMX, que se realiza em Rock Hill, Carolina do...

Ciclismo

Pedro Martins, presidente da Associação de Ciclismo da Beira Alta, e Sandro Araújo, vice-presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, vão concorrer com Delmino Pereira...

Ciclismo

A seleção nacional feminina esteve em destaque no Prémio de Ciclismo San Isidro – Troféu Blanco Villar, na Galiza. Raquel Dias venceu a prova...

©2022 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.