14 de Abril 2024 22:05
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine
0

Natação

Gabriel Lopes e a medalha de bronze em Roma: “É fruto de muito trabalho individual e de muito esforço coletivo”

Gabriel Lopes conquistou a medalha de bronze em Roma 2022. Foto: FPN

Gabriel Lopes era um misto de emoção, euforia e sonho concretizado, após conquistar a sua primeira medalha em Europeus. O nadador treinado por Vítor Ferreira conquistou o terceiro lugar no pódio nos 200m estilos. Após a inédita conquista pessoal, o atleta do Louzan Natação destacou o sonho realizado, fruto de o que chamou de “esforço coletivo”.

“Estou muito feliz por este resultado. Uma medalha de bronze conquistada desta forma faz-me sonhar ainda mais alto. É fruto de muito trabalho individual e de muito esforço coletivo, com o meu treinador [Vítor Ferreira], a minha equipa [Louzan Natação] e a Federação. Parti para Roma a pensar que poderia realizar uma boa prova. Senti-me bem e arrisquei tudo desde a primeira eliminatória onde procurámos testar e planear a etapa seguinte e foi sempre a melhorar”, disse Gabriel, em declaração à Federação Portuguesa de Natação.

Na final dos 200m estilos, Gabriel Lopes chegou a estar à frente aos 150 metros, mas no percurso final, de livres, perdeu duas posições. Ainda assim, terminou a prova com o recorde pessoal (1.58,34), atrás do húngaro Hulbert Kos (1.57,72), vencedor da prova, e do italiano Alberto Razzetti (1.57,82), medalha de prata. A classificação final completa pode aqui ser conferida.

“Na final, apesar da alta qualidade dos adversários, pelos tempos realizados, acreditei que um lugar no pódio podia ser meu. Os últimos 50 metros é sempre a parte crucial. Quebrei um bocadinho, mas soube aguentar e controlar as emoções e nadar estável com autocontrolo. Quando olhei para o placard foi o sonho realizado”, contou o atleta.

“A pressão existe obviamente nas grandes competições e saber gerir essa pressão é muito importante. Penso que sentimos sempre soube controlar-me bem e nadar da forma mais descontraída. Quanto ao futuro, penso que em Roma os resultados em geral forma muito bons o que abre uma boa perspetiva para Portugal quanto ao futuro. Quanto ao meu próprio futuro é difícil dizer: vamos sempre tentar o melhor possível”, concluiu Gabriel Lopes.

Antes do nadador do Louzan, conquistaram medalhas em Europeus Alexandre Yokochi (prata nos 200 bruços, em Sófia 1985) e Alexis Santos (bronze nos 200 estilos, em Londres 2016), além de Diogo Ribeiro, nos 50m mariposa este ano.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Edição Atual

Artigos que poderá gostar

Natação

O campeonato nacional de juvenis, juniores e absolutos em natação, que teve lugar em Coimbra, terminou com três recordes absolutos, cinco máximos juniores e...

Natação

Angélica André conquistou, ontem, a medalha de bronze na prova dos 10 quilómetros de águas abertas nos Mundiais de natação, que estão a ter...

Natação

Arranca, esta sexta-feira, em Doha (Qatar), o Mundial de Desportos Aquáticos, que termina a 18 de fevereiro, e conta com 15 atletas portugueses (vão...

Natação

Portugal encerrou a sua participação no Euro Meet de natação no Luxemburgo com mais três medalhas: Francisca Martins foi prata e Diana Durães bronze...

©2022 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.