14 de Abril 2024 22:41
Segue-nos

O que procura?

SportMagazineSportMagazine
0

Cursos e Congressos

“Business at Play” juntou em Viseu especialistas na área do desporto e do evento emergiram pistas para o sucesso das carreiras duaisCED 2024 - Viseu 

Foto: Fundação do Desporto

A sala de conferências do Montebelo Viseu Congress Hotel acolheu, nos passados dias 25 e 26 de março, o “Business at Play”, um evento realizado pelo Sports Embassy, em coorganização com a Câmara Municipal de Viseu e o Académico de Viseu Futebol Clube.

O evento abordou a temática das “carreiras duais e do pós-carreira numa perspetiva corporativa, colocando em evidência as competências do Desporto e a sua transferibilidade para os demais contextos profissionais” e, no primeiro dia, o evento contou com a presença, entre outros, de Fernando Ferreira, um dos administradores da SAD academista, Pedro Cary, antigo internacional português de futsal, sendo que ambos realizaram uma ação de sensibilização junto dos atletas do Académico de Viseu, tendo como pano de fundo a temática “Carreira Dual no Desporto”.

O segundo dia, pela manhã, contou com a presença de inúmeros representantes do principal clube de Viseu, destacando-se o presidente do emblema viseense, Mariano Maroto Lopez, do presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, da administradora da Sports Embassy, Inês Caetano, e do Diretor do Grupo Visabeira, José Arimateia, num painel que foi moderado por Nuno Perestrelo, Diretor de Comunicação & Media da Sport Integrity Global Alliance, SIGA, e ex-Editor Executivo do jornal A BOLA.

O painel debateu o desporto corporativo, tendo o elemento do Académico de Viseu historiado o processo implementado no emblema que disputa a II Liga.

“Este é um projeto que tem base em algo que já fazemos na Alemanha: juntar empresas da região que têm interesse no desporto, mas também em formar pessoas, profissionalmente. Estas empresas, podem oferecer condições a quem quer trabalhar e fazer desporto ao mesmo tempo, assegurando possibilidades de até chegarem a um patamar de excelência. Estamos muito orgulhosos por estar aqui e por começar esta nova etapa”, destacou Mariano Maroto Lopez, numa nota publicada no site oficial do clube viseeense.

Foto: Académico de Viseu

“Académico de Viseu – Uma Visão de Futuro”

A segunda parte do dia contou com um painel ““Académico de Viseu – Uma Visão de Futuro”, sendo que o presidente do emblema de Viseu explicou as linhas-mestras que o levaram a apostar num clube do centro de Portugal.

“Quando começámos este projeto, com o investidor, fizemos uma análise demográfico-económica. Não queríamos estar no Litoral, é uma zona com muitos clubes com os quais tínhamos de competir. Não queríamos ser mais um clube. Há nesta cidade um potencial, que é fora do comum em Portugal”, disse.

O diretor desportivo do clube beirão, Pedro Bessa, integrou o painel de oradores que abordou o tema “Recursos Humanos: o que o Desporto pode dar às empresas?”, tendo debatido o tema com a antiga medalhada olímpica (e Presidente da Fundação do Desporto (FD)) Susana Feitor (que também esteve presente e participou no painel “Recursos Humanos – O que o Desporto pode dar às empresas?”) e ainda Carlos Filipe Fernandes, coordenador de Psicologia de futebol juvenil do Benfica.

“Tive a felicidade de terminar a carreira e de continuar ligado ao futebol, não acusei a pressão de ex-jogador de alta competição. Com 25/26 anos já era jogador, mas tinha duas empresas noutros ramos. Agora procuramos que os atletas olhem para o futuro, mas na altura era acusado de falta de profissionalismo, por fazer isso mesmo. Quis investir para garantir uma vida confortável para mim e para a minha família, mas com toda a atenção ligada à vida de futebolista, mesmo que me focasse também nas empresas. Reconheço que é muito complicado para um atleta de alta competição conseguir, atualmente, olhar realmente para o seu futuro durante a prática da profissão desportiva”, destacou, realçando as “enormes vantagens” de estabelecer protocolos com as empresas.

“Podemos crescer juntos, por via da enorme visibilidade profissional traz. Obviamente que os clubes precisam das empresas parcerias para poderem alavancar o seu quotidiano, mas também elas dependem de uma realidade desportiva se quiserem chegar a outro patamar. O futebol está muito acima de qualquer outro desporto em termos mediáticos, portanto se as duas partes trabalharem bem e cativarem as comunidades, conseguem crescer. Uma das nossas maiores preocupações sempre foi reconectar a região ao clube, e tem sido feito um trabalho extraordinário”, finalizou.

Fotos: Académico de Viseu e Fundação do Desporto

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Edição Atual

Artigos que poderá gostar

Cursos e Congressos

O 11º Congresso de Treinadores, com o lema “Formar para Liderar”, já tem o programa fechado. Com um leque de preletores nacionais e estrangeiros, como...

Atualidade

O evento “Business at Play”, que acontece no dia 26 de março, no Hotel Montebelo, é uma iniciativa da Sports Embassy, em coorganização com...

Adaptado

A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) juntou-se à Associação Mover Viseu para “proporcionar a cerca de 80 pessoas com deficiência um encontro para a...

Atualidade

A Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu debate, no próximo dia seis de fevereiro (terça-feira), entre as 9h30 e as 15h45, “os riscos...

©2022 - SportMagazine - Revista de Treino Desportivo.
Todos os direitos reservados. Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda. Praça da Corujeira, 30 4300-144 Porto, Portugal.
Website desenvolvido por Renato Sousa.